Início Magazine Teateo, Cinema e TV EUA

MAGAZINE
Música Brasileira



Chico Buarque

A 19 de junho de 1944, nasce, no Rio de Janeiro, Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido como Chico Buarque.

Para além de ser um dos maiores nomes da música popular brasileira, é igualmente dramaturgo, escritor e ator.

Chico Buarque é um dos sete filhos do historiador Sérgio Buarque de Hollanda com a pianista amadora Maria Amélia Cesário Alvim.

Com apenas nove anos, quando o seu pai dava aulas na Universidade de Roma, compõe alguma marchinhas carnavalescas.

Aos 12 anos, quando a família já morava em São Paulo, compunha operetas para as suas irmãs mais novas Ana, Cristina e Pii cantarem.

Sambistas tradicionais como Ataulfo Alves e Noel Rosa, nomes internacionais como Jacques Brel, Elvis Presley e o grupo The Platters faziam parte das músicas que ouvia na sua mocidade.

Chega de Saudade, de João Gilberto, haveria de ter um enorme impacto na sua relação com a música.

Em 1964, no Colégio Santa Cruz, apresenta-se em público, pela primeira vez, cantando Canção dos Olhos. Nesse mesmo ano, lança a música Tem Mais Samba, que, segundo ele própria afirmaria mais tarde, constituiu o ponto de partida para se tornar um artista profissional.

Em 1965, grava o seu primeiro disco. As fachas Pedro Pedreiro e Um Sonho de Carnaval tornam-se, de imediato, um sucesso.

Muitos outros sucessos discográficos se sucederiam na sua já longa carreira de compositor e cantor.

Em 1969, exila-se em Itália, descontente com a com a retaliação cultural imposta pela censura. Nesse país, escreve a música A Banda que se torna um enorme sucesso na voz da contora Nina.

No ano seguinte, ao regressar ao Brasil, retoma as suas canções de protesto político e lança um dos seus mais conhecidos discos: Construção.

Dedica-se, com sucesso, a compor a trilha sonora de filmes como Vai Trabalhar Vagabundo e O Que Será, esta última para Dona Flor e seus Dois Maridos.

Em 2005, a excelente aceitação por parte do público da compilação de DVDs sobre sua vida e carreira Chico Buarque Especial prova quão estimado continua a ser.

Chico Buarque para além das letras das suas canções, tem vários livros publicados. Pelo conjunto sa sua obra literária, foi agraciado em 2019 com o Prémio Camões, o mais alto galardão da Literatura de Língua Brasileira.

OBRAS LITERÁRIAS

Romances e outros textos

• Fazenda Modelo, 1974
• Chapeuzinho Amarelo, 1979
• A Bordo do Rui Barbosa, 1981
• Estorvo, 1991
• Benjamim, 1995
• Budapeste, 2003
• Leite Derramado, 2009
• O Irmão Alemão, 2014
• Essa Gente, 2019

Peças de Teatro

• Roda Viva, 1867/8
• Calabar (co-escrita com Ruy Guerra), 1973
• Gota d'Água, 1975
• Ópera do Malandro, 1978
• O Grande Circo Místico, 1983




TOPO