Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 21 de dezembro



Falecimento do poeta português Bocage
Masceu a 15 de setembro de 1765

A 21 de dezembro de 1805, morre, em Lisboa, o poeta português Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage

Mais conhecido do grande público pelas anedotas em que participa, Barbosa du Bocage foi provavelmente o maior representante do arcadismo lusitano, numa época de transição entre o estilo clássico e o estilo romântico.

O grande sonho de Bocage seria imitar Camões. Tal como o seu ídolo, viajou para Oriente, tendo estado em Damão, onde ainda hoje permanece em pé a casa que ali habitou, não faltando uma placa alusiva ao ilustre inquilino. (Ver o Filme DAMÃO NA ATUALIDADE, por nós realizado, que será transmitido hoje à noite, no canal televisivo O Leme TV HD).

Ainda durante a sua vida, foi publicado, em 1971, a 1.ª edição das Rimas e encontra-se colaboração póstuma da sua autoria na revista Ilustração Popular (1884), no semanário Azulejos (1907-1909) e no periódico O Azeitonense (1919-1920).

O dia do seu nascimento é Ferido Municipal em Setúbal, terra que o viu nascer.

Nascimento do fadista Carlos do Carmo

A 21 de dezembro de 1939, nasce, em Lisboa, o fadista Carlos do Carmo.

Estudou no Liceu Passos Manuel, tendo partido pra a Suíça, aos 15 anos de idade, para frequentar, durante três anos, o colégio alemão Institut auf dem Rosenberg. Neste estabelecimento de ensino, tornou-se fluente em francês, inglês, alemão, italiano e espanhol, o que constitui uma mais-valia para a sua carreira internacional.

Possuidor de uma excelente voz e detentor de uma capacidade inata para interpretar com alma todos os temas do seu vasto reportório, Carlos do Carmo tornou-se um dos mais consagrados fadistas de todos os tempos.

O poeta e declamador português Ary dos Santos enriqueceu muitos dos seus fados ao escrever a letra de títulos como Um homem na cidade; Lisboa, menina e moça; Novo Fado alegre; O homem das castanhas; O amarelo da Carris; Sonata de Outono; Fado varina; Fado do Campo Grande; Balada para uma velhinha e Menor maior.