Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 22 de julho de 1946



Nascimento da cantora francesa Mireille Mathieu

A 22 de julho de 1946, nasce, em Avinhão, a cantora francesa Mireille Mathieu.

É a filha mais velha de um casal que tem de enfrentar inúmeras dificuldades para criar os seus 14 filhos, vivendo numa modesta casa de madeira por onde entrava, no inverno, chuva e frio.

O seu pai, possuidor de uma voz de tenor, ambicionava pisar o palco dos grandes salões de ópera, tendo transmitido a Mireille o sonho de vir a ser cantora.

Apresenta-se em público, pela primeira vez, aos quatro anos de idade, numa Missa do Galo, interpretando Edith Piaf mas era necessário percorrer ainda um longo caminho que incluía estudos de canto que ela frequentaria enquanto trabalhava duramente numa fábrica de envelopes.

Aos quinze anos de idade, a sua família consegue mudar-se para um apartamento com cinco quartos onde esta, pela primeira vez, toma um banho quente e decente, momento de felicidade que refere, com frequência, nas entrevistas que concederá mais tarde.

As 18 anos, participa num concurso patrocinado pelo programa Télé Dimanche. O empresário Johnny Stark aprecia a sua interpretação e toma a iniciativa de apoiar a carreira de Mireille. O primeiro disco que esta publica. um 45 rotações com as músicas Mon credo, C’est ton nom, Qu’elle est belle e Le funambule, vende mais de um milhão de cópias.

Para além do apoio deste empresário, Mireille recebe do maestro Paul Mauriat e do compositor André Pascal concelhos técnicos para melhor usar as suas qualidades vocais estudando, simultaneamente, francês, inglês, boas maneiras de comportamento social e modos de pisar adequadamente os palcos.

De um momento para o outro, torna-se na cantora preferida dos franceses, sendo por muitos considerada uma nova Edith Piaf.

Estreia no Olympia, cativa multidões nos Estados Unidos e no Canadá, encanta no Reino Unido e a sua voz é ouvida com agrado um pouco por todo o mundo.

Marca presença regular em programas da Rádio emitidos em Portugal e no Brasil, países onde os seus discos têm grande procura.

Foi a primeira cantora ocidental a fazer um concerto de música popular na China.

Em 2007, recebe, na Alemanha, o prémio de Melhor Cantora Internacional do País.

Atualmente, continua com uma agenda muito preenchida, tendo concertos previstos para inúmeros países.




TOPO