Magazine Efemérides

MAGAZINE

Efemérides do dia 21 de julho



A Banhos

«A excelentíssima condessa de Samodães chega brevemente de Lisboa, para ir a uso de banhos para a Foz. Para acompanhar aquela senhora até esta cidade [do Porto], partiu para Lisboa o senhor visconde de Alpendurada.»

Fonte: O Primeiro de Janeiro de 21-07-1869, p. 2

Portugal vivia, na altura, sob regime monárquico, pelo que qualquer notícia relacionada com elementos da nobreza - por muito insignificante que ela fosse - era sempre apresentada com grande destaque na maioria dos jornais da época.

Praia de Banhos, pintura de João Joaquim Marques da Silva Oliveira (1853-1927), Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado

Nascimento do ator e encenador português João Perry

A 21 de julho de 1940, nasce, em Lisboa, João Rui Morais Sarmento Paquete, ator e encenador português que adotou o nome artístico de João Perry. Era oriundo de uma família ligada ao teatro. Estreou-se, em 1953, no Teatro Nacional, na peça Rapaziadas. Trabalhou ao lado de Vasco Santana na peça Três Rapazes e Uma Rapariga (1953). Fez comédia e Revista em vários teatros lisboetas. Entre as peças em que participou destacam-se Romeu e Julieta (1961-1962), Joana de Lorena (1964-1965), O Homem que fazia Chover (1966) e Passa Por Mim no Rossio (1991), desempenhando, nesta última, uma brilhante recriação de Almada Negreiros. Em 1977, abandona o Teatro Nacional D. Maria II, passando a exercer as funções de ator/encenador no Teatro Aberto. Entre os inúmeros filmes em que participou, destacam-se Crónica dos Bons Malandros (1981-1982), Um Adeus Português (1985) e Vale Abraão (1993). Iniciou, em 1982, a sua participação em telenovelas, com Vila Faia, a que se seguiram Banqueira do Povo (1993), Paz dos Anjos (1994) e muitas outras, com destaque para Sedução (2010), um dos seus últimos trabalhos. Recebeu o Prémio da Imprensa 1969 (Teatro), o Prémio Nova Gente 1984 (Melhor Ator de Teatro do Ano), Sete de Ouro 1985 (Melhor Ator de Teatro do Ano) Prémio Nova Gente 1984 (Melhor Ator de Cinema), Sete de Ouro 1986 (Melhor Ator de Cinema) e o Globo de Ouro de 2002, na categoria de Teatro, como melhor ator e intérprete na peça A Visita.

Morte do General João Carlos Craveiro Lopes

A 21 de julho de 1945, morre, em Lisboa, o General João Carlos Craveiro Lopes, pai de Francisco Higino Craveiro Lopes, futuro Presidente da República. Exerceu o cargo de Governador-geral da Índia Portuguesa.

Fonte: Diário de Notícias n.º 28534, de 22/07/1945, p. 2