Início Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Aconteceu a 17 de junho de 1922



Primeira viagem aérea entre Lisboa e Rio de Janeiro

Com a chegada de Gago Coutinho e Sacadura Cabral ao Rio de Janeiro, a 17 de junho de 1922, conclui-se a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.

A viagem iniciou-se em Lisboa, às 7 horas locais de 30 de março de 1922.

Utilizaram um hidroavião monomotor Fairey F III-D MkII, equipado com um motor Rolls-Royce, a que foi atribuído o nome de Lusitânia.

Sacadura Cabral exercia as funções de piloto e Gago Coutinho as de navegador.

Durante a viagem, foi utilizado um horizonte artificial adaptado a um sextante, a fim de medir a altura dos astros, invenção de Gago Coutinho.

Usaram, igualmente, um corretor de rumos, para compensar o desvio causado pelo vento, invenção de ambos.

Durante a viagem, ocorreram acidentes com a aeronave que exigiram reparações prolongadas.

Chegados ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo, em águas brasileiras, perderam um dos flutuadores, tendo sido necessário enviar, por via marítima, outro hidrovião, para concluir a viagem até ao Rio de Janeiro.

Com todos estes percalços, a viagem realizou-se em setenta e nove dias, embora o tempo de voo tivesse sido apenas de sessenta e duas horas e vinte e seis minutos.

Foram entusiasticamente recebidos no Recife, em Salvador, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na sua viagem de regresso a Portugal, são considerados heróis nacionais.

Em 1954, a TAP, companhia aérea de Portugal, convida Gago Coutinho para um voo experimental ao Rio de Janeiro num DC-4, antecipando a futura linha regular que seria estabelecida em 1961.




TOPO