Início Busca Magazine Efemérides

MAGAZINE
efemérides

Foi notícia a 14 de fevereiro de 1985



Samora Machel recebe Eusébio no Palácio da Ponta Vermelha, em Maputo

LER E ESCREVER COMENTÁRIOS

O presidente de Moçambique convida o futebolista Eusébio e quatro jornalistas portugueses a visitá-lo no Palácio da Ponta Vermelha, em Maputo.

Da conversa havida, publicada no Diário de Lisboa de 14 de fevereiro de 1985, destacamos algumas frases ditas, com frontalidade, por Samora Machel:

«Preto entrava pelo quintal e dormia no chão, o cão tinha cama e cobertor» (a propósito dos criados que trabalhavam nas casas dos colonos) e «Fomos um povo escravizado; hoje cultivamos a amizade. Matem tudo, menos a liberdade; morrem as pessoas, mas a liberdade continua viva» (a propósito de haver «quem se sinta desanimado com a independência de Moçambique»).

Dirigindo-se a Eusébio, disse ter conhecimento que havia quem o aconselhasse a não voltar a Moçambique, porque seria preso.

Puro engano, ele seria sempre muito bem recebido.

E, como prova de que as suas palavras não eram vãs, oferece ao «grande futebolista» uma casa para ele e sua família passarem férias na praia do Bilene, um dos melhores destinos turísticos de Moçambique.

Fonte: Diário de Lisboa nº 21685, de 14-02-1985, 54º ano de publicação, pp. 7 e 11




TOPO