Portal > História > Acontecimentos do ano de 1946                        


Acontecimentos do ano 1946


 1946

25 de janeiro

Morte de Afonso Lopes Vieira      Nasceu a 26 de janeiro de 1878

A 25 de janeiro de 1946, morre, em Lisboa, o poeta Afonso Lopes Vieira. Foi um dos primeiros representantes do Neogarretismo e esteve ligado ao movimento cultural Renascença Portuguesa.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 8321, de 25-01-1946, 25º ano de publicação, p. 1

12 de fevereiro

Amendoeiras em flor, sob a carícia dum sol de Inverno

De acordo com uma notícia veiculada pelo jornal “O Primeiro de Janeiro”, a 12 de fevereiro de 1946, no âmbito das comemorações do 5º centenário da descoberta da Guiné, é inaugurada, sob a presidência do Governador, sr. Comandante Sarmento Rodrigues, uma grande obra de fomento agrícola em Bissau. Ao ato assistiram funcionários de todas as categorias, delegados da Associação Comercial e muitas pessoas de apresentação social na Colónia, tendo sido erguido um padrão comemorativo. O sr. Governador da Guiné presenteou alguns indígenas que muito o aclamaram.

Fonte: O Primeiro de Janeiro nº 42, de 13-02-1946, 78º ano de publicação, p. 1

No aspeto económico, o Estado Novo procurou efetuar, ao longo dos anos, algumas obras de Fomento nas Colónias, apresentando-as sempre – por muito pequenas que elas fossem - como «grandes» projetos de desenvolvimento. Já o aspeto social e humano era completamente subvertido por um regime cuja propaganda ultramarina empolava a «missão civilizacional dos portugueses», facto que é bem visível na presente notícia opondo, de um lado, as «pessoas de apresentação social» e, do outro, os «indígenas», palavra que etimologicamente significa os naturais de determinado lugar - todos nós somos indígenas! - mas que aqui era referenciada como alguém que possui um estatuto social inferior, não apenas devido à sua precária situação financeira mas sobretudo à cor da sua pele.

13 de fevereiro

Amendoeiras em flor, sob a carícia dum sol de Inverno

Em pleno Inverno, o jornal portuense O Primeiro de Janeiro de 13 de fevereiro de 1946 deleita os seus leitores com o texto a seguir transcrito:

«Num caprichoso contraste de condições atmosféricas, as amendoeiras vão já florindo em Portugal - não só nas temperadas paragens do Algarve, mas também nos acidentados terrenos da nevada região da Beira Baixa, compreendida entre o o planalto de Figueira de Castelo Rodrigo e os termos transmontanos de Freixo de Espada à Cinta. […] Portugal reafirma as características dos seus variados e pitorescos panoramas - que se definem, também, em graça e beleza, no cenário matinal das amendoeiras que vão florindo agora, sob a cariciosa bênção dum sol de Inverno.»

In O Primeiro de Janeiro nº 42, de 13-02-1946, 78º ano de publicação, p. 1

15 de fevereiro

Eis que chegam as esposas!

O jornal portuense O Primeiro de Janeiro, na sua edição de 15 de fevereiro de 1946, traz uma curiosa fotografia com centenas de senhoras a desembarcar do navio Argentina, atracado no porto de Nova Iorque. Trata-se do primeiro contingente de esposas (456) e bebés (170) dos soldados aviadores e marinheiros norte-americanos que se casaram na Grã-Bretanha, durante o período da IIª Grande Guerra. São alegremente recebidas, ao som da banda do exército, na sua nova pátria, onde irão ser repartidas por 45 estados.

Fonte: O Primeiro de Janeiro nº 44, de 15-02-1946, 78º ano de publicação, p. 1

Clique na imagem, para a visualizar com mais detalhe a notícia.