Início Efemérides

EFEMÉRIDES

Aconteceu a 15 de junho de 1970



Morte de Almada Negreiros

A 15 de Junho de 1970, morre, em Lisboa, com 77 anos de idade, José de Almada Negreiros, pintor e escritor português ligado ao grupo modernista.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 17056 de 16-06-1970, 2.ª Edição, 50.º ano de publicação, pp. 1, 9 e 14

«Quando eu nasci, as frases que hão de salvar a humanidade já estavam escritas, só faltava uma coisa - salvar a humanidade».

In A Invenção do Dia Claro, de José de Almada Negreiros (1921).

A Editora Assírio & Alvim publicou, em Maio de 2005, uma edição fac-similada de A Invenção do Dia Claro de 1921, cuja leitura recomendamos.

Em 1915, Almada Negreiros publica o Manifesto Anti-Dantas, por ocasião da estreia da peça de teatro Soror Mariana Alcoforado de Júlio Dantas.

Alguns exemplos da sua obra no campo das Artes Plásticas


Banhistas (1925). Museu Calouste Gulbenkian - Coleção Moderna


Auto-Retrato num grupo (1925). Pintura decorativa – Café “A Brasileira” do Chiado


Um dos frescos existentes na Gare Marítima de Alcântara (1945)


Retrato de Fernando Pessoa (1954). Óleo sobre tela

Leia também

ARTES PLÁSTICAS

Estamos a reunir diariamente, num único local, os artigos sobre Artes Plásicas que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides. Esta tarefa estará concluída a 31 de dezembro de 2022.

LITERATURA

Estamos a reunir diariamente, num único local, os artigos sobre Literatura que têm vindo a ser publicados, com regularidade, no âmbito das Efemérides. Esta tarefa estará concluída a 31 de dezembro de 2022.




TOPO