Portal > História > Efemérides > 6 de abril

E F E M É R I D E S

6 DE ABRIL

 1483

Nascimento de Rafael

A 6 de abril de 1483, nasce, em Urbino, na Itália, Rafael, mestre renascentista da pintura e da arquitectura, também conhecido por Raffaello Sanzio, Raffaello Santi, Raffaello de Urbino ou Rafael Sanzio de Urbino. Entre as suas obras mais conhecidas, destacamos Casamento da Virgem, As três Graças, Retrato de Maddalena Doni e A Transfiguração.

 1520

Morte de Rafael

A 6 de abril de 1520, morre, em Roma, no dia em que perfaz 37 anos, Rafael, mestre renascentista da pintura e da arquitectura.


 1957

Notícia de 1.ª página há 60 anos: um gato morreu de saudade por uma cadela!

O Diário Popular de há 60 anos inseria, no topo da primeira página, ao lado de uma fotografia do general alemão Speidel, que acabara de assumir a chefia das forças da NATO, a seguinte notícia: «Múrcia, 6 - Um gato morreu de desgosto sobre a cova onde estava enterrada uma cadelita de que era inseparável. Depois de esta morrer, o gato recusou-se a comer e, passada uma semana, foram encontrá-lo morto em cima do coval da sua companheira. Esta triste história, que desmente a conhecida hostilidade das duas espécies, é contada por toda a imprensa espanhola.»

Fonte: Diário Popular n.º 5207, de 06-04-1957, p. 1

Será que esta história merecia um destaque tão grande? Não ficaria melhor no suplemento "Sábado Popular" desse dia, onde normalmente se inseriam curiosidades e passatempos? Desconhecemos o que levou os responsáveis pelo jornal a incluí-la na primeira página; podemos, no entanto, levantar algumas hipóteses. Por um lado, há que considerar que, devido à censura imposta por Salazar, as notícias mais relevantes nem sempre podiam ser publicadas, nomeadamente as relacionadas com a verdadeira situação político-económica do país, e era necessário substituí-las por outros assuntos. Por outro lado, talvez esta notícia mereça, de facto, o destaque que lhe foi dado, pois, ao enaltecer a sã convivência entre animais tradicionalmente hostis, poderia servir de exemplo a alguns seres humanos que hostilizam outros (que até são da mesma espécie !) baseando-se em ignóbeis preconceitos raciais e xenófobos.

 1962

Portugal assina, em Genebra, o protocolo de adesão ao GATT

A 6 de Abril de 1962, Portugal assina, em Genebra, o protocolo de adesão ao GATT (General Agreement on Tariffs and Trade, em inglês ou Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio, em português). Estabelecido em 1947, com o intuito de harmonizar as políticas aduaneiras dos Estados signatários, inicialmente 23, constituiu a base da criação da atual Organização Mundial do Comércio.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 14122, de 07-04-1962, pp.1 e

 1987

Visita oficial a Portugal do Presidente da República Francesa e crise política nacional

A 6 de abril de 1987, François Miterrand, Presidente da República Francesa, faz uma curta visita oficial a Portugal, a convite do seu amigo Mário Soares que, na altura, exercia as funções de Presidente da República Portuguesa. Segundo o Diário Popular desse dia, seriam tratados diversos assuntos da atualidade, nomeadamente as relações bilaterais, o papel de Portugal da NATO, a África Austral e a situação internacional.

Aquando desta visita, Portugal passava uma grave crise política: uma moção de censura apresentada pelo PRD, havia derrubado o governo presidido por Cavaco Silva. Dias Loureiro, do PSD, argumenta, em linha com o seu partido, que esse derrube «foi um ato de grande irresponsabilidade do PS e do PRD, no interesse e por conta do PCP» e que tal iniciativa «pode abrir de novo o caminho ao retrocesso e aos tempos de austeridade», que, na sua opinião, seria contrário ao «clima de estabilidade, confiança e de progresso económico e social» em que Portugal vivia. O PSD considera, ainda, que «não é politicamente legítima a formação de qualquer Governo sem o recurso prévio de eleições». A resolução desta crise ficaria adiada até à partida de Miterrand.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 22332, de 06-04-1987, pp. 1, 5, 6, 7 e 8