Portal > Conteúdos > História > Efemérides > 6 de Abril

Dia anterior

Dia seguinte

E F E M É R I D E S

6 DE ABRIL

1483 - Nascimento de Rafael

Retrato de Maddalena Doni

A 6 de Abril de 1483, nasce, em Urbino, na Itália, Rafael, mestre renascentista da pintura e da arquitectura, também conhecido por Raffaello Sanzio, Raffaello Santi, Raffaello de Urbino ou Rafael Sanzio de Urbino. Entre as suas obras mais conhecidas, destacamos Casamento da Virgem, As três Graças, Retrato de Maddalena Doni e A Transfiguração.


1520 - Morte de Rafael

Auto-retrato de Rafael

A 6 de Abril de 1520, morre, em Roma, no dia em que perfaz 37 anos, Rafael, mestre renascentista da pintura e da arquitectura.



1957 - Notícia de 1.ª página há 50 anos: um gato morreu de saudade por uma cadela !

O Diário Popular de há 50 anos inseria, no topo da primeira página, ao lado de uma fotografia do general alemão Speidel, que acabara de assumir a chefia das forças da NATO, a seguinte notícia: «Múrcia, 6 - Um gato morreu de desgosto sobre a cova onde estava enterrada uma cadelita de que era inseparável. Depois de esta morrer, o gato recusou-se a comer e, passada uma semana, foram encontrá-lo morto em cima do coval da sua companheira. Esta triste história, que desmente a conhecida hostilidade das duas espécies, é contada por toda a imprensa espanhola.»
Fonte: Diário Popular n.º 5207, de 06-04-1957, p. 1
Será que esta história merecia um destaque tão grande? Não ficaria melhor no suplemento "Sábado Popular" desse dia, onde normalmente se inseriam curiosidades e passatempos? Desconhecemos o que levou os responsáveis pelo jornal a incluí-la na primeira página; podemos, no entanto, levantar algumas hipóteses. Por um lado, há que considerar que, devido à censura imposta por Salazar, as notícias mais relevantes nem sempre podiam ser publicadas, nomeadamente as relacionadas com a verdadeira situação político-económica do país, e era necessário substituí-las por outros assuntos. Por outro lado, talvez esta notícia mereça, de facto, o destaque que lhe foi dado, pois, ao enaltecer a sã convivência entre animais tradicionalmente hostis, poderia servir de exemplo a alguns seres humanos que hostilizam outros (que até são da mesma espécie !) baseando-se em ignóbeis preconceitos raciais e xenófobos.


Dia anterior

Dia seguinte