Portal > História > Efemérides > 5 de abril

E F E M É R I D E S

5 DE ABRIL

 1952

O paquete Vera Cruz chega ao Rio de Janeiro, na sua viagem inaugural

Às 6 horas da manhã do dia 5 de abril de 1952, o paquete Vera Cruz - o mais rápido navio de então da marinha mercante portuguesa - alcança, na sua viagem inaugural, o Rio de Janeiro, lançando ferro a três milhas da barra. Havia partido, a 20 de Março, da gare marítima da Rocha de Conde de Óbidos, em Lisboa.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 10540, de 05-04-1952, pp. 1 e 3

Incêndio destroi edifício dos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão

Na madrugada do dia 5 de abril de 1952, um incêndio destroi, quase totalmente, o edifício dos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão, provocando a perda de numerosos documentos referentes à história e descrição artística do Município.

Fonte: Diário Popular n.º 3415, de 05-04-1952, p. 6

No dia 11 de junho de 1961, é inaugurado o novo edifício dos Paços do Concelho de Vila Nova de Famalicão. Volvidos 50 anos, num artigo publicado em 14-06-2011 no sítio oficial da câmara municipal é recordado que «este acontecimento [o incêndio] provocou uma enorme polémica entre os famalicenses. De um lado, defendia-se a reconstrução do edifício, com a devolução à terra da imagem apagada pelo fogo. Do outro, surgiam os entusiastas de uma nova construção, moderna e emblemática. Em 1954, o Presidente da Câmara Municipal, Álvaro Folhadela Marques, entregava o projeto às mãos do arquiteto Januário Godinho. A obra foi, então, adjudicada em 1956 e concluída em 1961».

 1957

Turismo e Desenvolvimento

O Diário Popular de 5 de abril de 1957 anuncia, na primeira página, que Portugal receberia, nesse ano, a visita de quarenta mil turistas norte-americanos.

Fonte: Diário Popular n.º 5206, de 05-04-1957, p. 1

Nos últimos 10 anos, a cidade de Lisboa tinha sido beneficiada com o traçado de novas vias e a construção de alguns equipamentos lúdicos, escolas e bairros sociais. O resto do país, não obstante o plano de fomento nacional ter levado a cabo a edificação de algumas infraestruturas básicas, nomeadamente estradas, pontes e barragens, continuava ainda profundamente atrasado em relação ao resto da Europa. O governo de então, enaltecia a obra realizada, encomendando documentários cinematográficos aos principais realizadores nacionais. Veja-se, por exemplo, o filme de 44 minutos de António Lopes Ribeiro "Lisboa de hoje e de amanhã", de 1948, incluído, como extra, no DVD "A vizinha do lado". Orgulhosos da obra feita, os dirigentes do Estado Novo ficaram bastante indignados com a notícia de que algumas agências turísticas norte-americanas questionavam os nossos hotéis se já possuíamos electricidade e águas correntes e se havia estradas no nosso país. Com a notícia, notoriamente exagerada, da vinda a Portugal de quarenta mil turistas norte-americanos, os jornais de então, controlados pelo governo, pretendiam fazer passar, para consumo interno, a ideia de que os cidadãos daquele país haviam finalmente reconhecido Portugal como uma nação desenvolvida.

 1973

Lançamento da Pioneer 11

A 5 de abril de 1973, é enviada para o espaço, a bordo do veículo de lançamento Atlas/Centauro/TE364-4, a sonda Pioneer 11, que seguirá os passos da sua irmã mais velha, a Pionner 10..


 1977

Reação favorável ao pedido de adesão plena de Portugal à C.E.E.

A 5 de abril de 1977, os ministros da Comunidade Económica Europeia, reunidos em Bruxelas, reagiram favoravelmente ao pedido formal português de adesão plena à Comunidade Comum que fora apresentado na semana anterior. No dia imediato, o Diário de Lisboa informa que, embora o início das negociações ficasse previsto para o ano seguinte, a adesão plena só se concretizaria dentro de 10 anos.

Fonte: Diário de Lisboa n.º 19321, de 06-04-1977, p. 4