Portal > História > Efemérides > 14 de fevereiro

E F E M É R I D E S

14 DE FEVEREIRO

  Comemora-se todos os anos nesta data

Dia de São Valentim

O Dia de São Valentim, (Valentine’s Day, em inglês) tem a sua origem num acontecimento ocorrido na segunda metade do século III na cidade de Terni, a 75 km de Roma. O Império Romano era governado, na altura, por Claudius II (268 – 270) que estava envolvido em diversas campanhas militares consideradas demasiado sangrentas, o que levou a dificuldades na recruta de novos soldados para as legiões romanas. Tendo o Imperador considerado que a razão destas dificuldades residia no facto dos homens não quererem abandonar as suas namoradas, esposas e amantes, proibiu todos os noivados e casamentos em Roma. Contrariando essa determinação, Valentim, bispo de Terni, continuou a casar jovens apaixonados. Quando o Imperador tomou conhecimento da celebração dessas cerimónias, ordenou a decapitação do bispo Valentim, facto que ocorreu a 14 de fevereiro de 270. Em 498, o Papa Gelasius santificou-o, passando o dia da sua morte a estar conotado com os apaixonados. As festividades em honra deste santo foram, pouco a pouco, substituindo as Lupercais, festa pagã da fertilidade que se realizava em meados de fevereiro. Durante a Idade Média, Valentim foi um dos santos mais populares na Inglaterra e na França. Vários países adoptaram este dia como feriado. É o caso da Inglaterra desde o século VII e dos Estados Unidos desde 1700. Em Portugal, a devoção a São Valentim é bastante limitada. Não conhecemos, por exemplo, nenhuma freguesia que tenha este santo como patrono. Já o mesmo não se pode dizer de outros países onde a popularidade do santo é evidente. Em França, por exemplo, existe, no coração de Champagne Berrichonne (departamento de l'Indre), uma localidade chamada Saint-Valentin [ver a fotografia ao lado]. As páginas web dedicadas àquela urbe são bastante curiosas por se assemelharem a um site dedicado ao dia dos namorados.

 1985

Samora Machel recebe Eusébio no Palácio da Ponta Vermelha, em Maputo

O presidente de Moçambique convida o futebolista Eusébio e quatro jornalistas portugueses a visitá-lo no Palácio da Ponta Vermelha, em Maputo. Da conversa havida, publicada no Diário de Lisboa de 14 de fevereiro de 1985, destacamos algumas frases ditas, com frontalidade, por Samora Machel: «Preto entrava pelo quintal e dormia no chão, o cão tinha cama e cobertor» (a propósito dos criados que trabalhavam nas casas dos colonos) e «Fomos um povo escravizado; hoje cultivamos a amizade. Matem tudo, menos a liberdade; morrem as pessoas, mas a liberdade continua viva» (a propósito de haver «quem se sinta desanimado com a independência de Moçambique»). Dirigindo-se a Eusébio, disse ter conhecimento que havia quem o aconselhasse a não voltar a Moçambique, porque seria preso. Puro engano, ele seria sempre muito bem recebido. E como prova de que as suas palavras não eram vãs, oferece ao «grande futebolista» uma casa para ele e sua família passarem férias na praia do Bilene, um dos melhores destinos turísticos de Moçambique.

Fonte: Diário de Lisboa nº 21685, de 14-02-1985, 54º ano de publicação, pp. 7 e 11

 2000

Sonda norte-americana entra em órbita do asteroide Eros

A 14 de fevereiro de 2000, a sonda Near Earth Asteroid Rendezvouz – Shoemaker entrou em órbita do asteroide Eros.