A {COLOR: #0000FF} A:visited {COLOR: #0000FF} A:active {COLOR: #000000} A:hover {COLOR: red}

Portal > Conteúdos > História > Efemérides > 6 de Fevereiro

Dia anterior

Dia seguinte

E F E M É R I D E S

6 DE FEVEREIRO

1608 - Nascimento de Padre António Vieira      Faleceu a 18 de Julho de 1697

A 6 de Fevereiro de 1608, nasce, em Lisboa, o escritor português Padre António Vieira. Excelente orador, enriqueceu a língua portuguesa com inúmeros textos argumentativos e discursivos, dos quais destacamos o Sermão da Sexagésima e o Sermão de Santo António aos Peixes.


1964 – Êxodo temporário para França

O Diário Popular de 6 de Fevereiro de 1964, transcreve um edital da Câmara Municipal de Évora, informando que se encontra aberta a inscrição para trabalhadores rurais com menos de 35 anos de idade e residentes naquele concelho que, sabendo ler e escrever correctamente, desejem prestar serviço em França, durante o período da cultura da beterraba. O mesmo jornal comenta que «o alentejano, por natureza muito preso à terra onde nasceu, só a custo se resolve a desertar em busca de outras paragens» mas a falta de emprego durante todo o ano naquela região, leva a que muitos trabalhadores optem por essa emigração temporária.
Fonte: Diário Popular nº 7658, de 07-02-1964, 22º ano de publicação, p. 20

Para além de saberem ler e escrever, os candidatos à emigração temporária eram obrigados a comprovar que já tinham efectuado o serviço militar. O Estado Novo não permitia a saída para o estrangeiro de jovens em idade de serem incorporados nas forças armadas, com receio de que estes fugissem à prestação do serviço militar obrigatório nas colónias.


1985 – Mota Pinto demite-se das suas funções no IX Governo Constitucional 1

Imagem de Carlos Alberto da Mota Pinto

A 6 de Fevereiro de 1985, Carlos Alberto da Mota Pinto comunica ao primeiro-ministro Mário Soares que pretende abandonar as funções ministeriais que vinha desempenhando no IX Governo Constitucional. Na véspera, já havia anunciado formalmente o seu afastamento da liderança do PSD. O Conselho Nacional do PSD terá agora de eleger una direcção provisória até à realização do Congresso deste partido 2.
Fonte: Diário de Lisboa nº 212678, de 06-02-1985, 64º ano de publicação, pp. 1 e 20

1 Na altura a que se reporta esta notícia, Carlos Alberto da Mota Pinto (Pombal, 25 de Julho de 1936 - Coimbra, 7 de Maio de 1985) liderava o PSD (de que fora um dos fundadores) e desempenhava, desde 1983, as funções vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa no IX Governo Constitucional. Este governo, chefiado por Mário Soares, constituía politicamente um Bloco Central, por ter sido formado por um acordo de incidência parlamentar entre o Partido Socialista e o Partido Social-Democrata, com base nos resultados das eleições de 25 de Abril de 1983. Será substituído, em ambos os cargos, por Rui Manchete, do PSD.

2 O Congresso do PSD realizar-se-ia na Figueira da Foz e daria, a 2 de Junho de 1985, a chefia do Partido a Aníbal Cavaco Silva. A sua eleição ditaria o fim do Bloco Central, do qual nunca fora apoiante.


Dia anterior

Dia seguinte