Procurar:

 

Portal > Conteúdos > Biografias > Novas Tecnologias > Bill Gates

BILL GATES

Seattle, Washington, 1955


Elementos biográficos elaborados por Jorge de Freitas, coordenador do Leme



Por ocasião da visita de Bill Gates a Portugal, efectuada entre 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2006, O Leme elaborou a presente biografia do fundador da Microsoft.


Fotografia de Bill Gates

            William Henry Gates, mais conhecido por Bill Gates, nasceu em Seattle, Washington, a 28 de Outubro de 1955. É oriundo de uma família com recursos financeiros. O seu pai, William Henry Gates, distinto advogado e a sua mãe, na altura professora da Universidade de Washington e directora do First Interstate Bank, proporcionaram-lhe uma educação em alguns dos melhores estabelecimentos, como o Colégio de Lakeside (1967-73) e a Universidade de Harvard (1973-77).
            O seu primeiro contacto com os computadores e as linguagens de programação surgiu em 1968, quando se encontrava a frequentar o oitavo ano, no colégio de Lakeside. Aquela instituição havia sido uma das pioneiras na compra de uma rede de computadores interligados por uma linha telefónica. É ali que conhece Paul Allen, com quem começou a escrever programas informáticos para venda a empresas e administrações públicas. Em 1975, Bill Gates e o seu amigo mudaram-se para Albuquerque (Novo México) para produzir, para a companhia MITS, programas que pudessem ser utilizados no primeiro microcomputador, o Altair.


NASCIMENTO DA MICROSOFT

            Em 1976, fundam a sua própria empresa de produção de software informático, a Microsoft Corporation, desempenhando Bill Gates a função de presidente e director geral. Tinham em vista desenvolver programas informáticos para os novos microcomputadores por um preço mais baixo do que aquele que conseguiriam as empresas de hardware se fossem elas próprias a fazê-lo.
            Os seus serviços foram aceites e, em 1979, a Microsoft começou a desenvolver-se e já contava com 16 empregados. É nessa altura que Bill Gates decide mudar a empresa par Seattle.
            No ano seguinte, consegue um acordo com a IBM para produzir um sistema operativo adoptado aos novos computadores pessoais. Surge, assim, o MS-DOS, que, a partir de 1981, passou a ser instalado em todos os microcomputadores daquela marca. Entretanto, outros fabricantes de computadores lançaram no mercado os seus modelos compatíveis com o IBM-PC, utilizando o sistema operativo MS-DOS.
            Aqueles modelos destinavam-se sobretudo a empresas. Por esta altura, começam a surgir em Portugal pequenos microcomputadores apenas com 1 K de memória ram. O mais conhecido foi o ZX-81, sucessor do ZX-80. Saliente-se que, nesse tempo, adquirir uma extensão de memória de 4 K fazia já as delícias dos jovens de então. Antes dos actuais microcomputadores compatíveis com o sistema operativo MS-DOS se terem generalizado nas nossas casas, foram muito populares, nos anos oitenta, para além dos ZX-81, os SPECTRUM. Ambos utilizavam o aparelho de televisão como display e a introdução de novos programas era feita através de cassetes audio. Foi nestes pequenos microcomputadores que muitos dos actuais programadores informáticos deram, há pouco mais de vinte anos, os seus primeiros passos, numa altura em que nem sequer se falava em cursos superiores nesta área.


NASCIMENTO DO WINDOWS

            Em 1983, a equipa de Bill Gates volta a revolucionar a tecnologia informática: introduz o rato e cria uma interface gráfica para substituir o DOS, a que chamou Windows (janelas). Por essa altura, Allen deixa a Microsoft, devido a uma grave doença.


A MICROSOFT NA BOLSA

            Em 1986, a Microsoft passou a estar cotada na Bolsa. A valorização atribuída a esta empresa foi de tal modo elevada que converte Bill Gates no homem mais rico dos Estados Unidos.
            Nos dez anos seguintes, a Microsoft tem um desenvolvimento fulgurante: passa de 1 200 empregados para mais de 20 000. O Windows 2.0 (1987), o Windows 3.0 (1990) e o seus sucessores Windows 3.1 e Windows 95, transcritos para dezenas de línguas, passaram a equipar milhões de computadores em todo o mundo, dando origem a uma sociedade cibernética com o cunho da Microsoft. Em 1992, Bill Gates recebe do presidente George Bush, pai do actual inquilino da Casa Branca, o prémio National Metal of Technology. No ano seguinte, surge a versão NT, um sistema operativo vocacionado para empresas.


A MICROSOFT NA EDUCAÇÃO

            Desde 1993 que Bill Gates, através da Microsoft, tem vindo a apostar em conteúdos multimédia, com grande relevância para os de cariz educativo, estabelendo inúmeros protocolos com escolas e universidades. O seu maior sonho é que em cada casa e em cada posto de trabalho exista um computador pessoal equipado com o seu sistema operativo e os seus recursos multimédia. As inovações tecnológicas que a sua equipa tem vindo a apresentar, têm contribuído significativamente para a transmissão global da informação, democratizando o acesso à cultura e ao conhecimento. Jovens de todos os cantos do planeta e decisores económicos e políticos dos mais variados quadrantes escutam atentamente as palavras deste homem que conseguiu criar um admirável mundo novo. O seu livro, The Road Ahead foi um dos mais vendidos em 1995.


BILL GATES, CHIEF EXECUTIVE OFFICER

            Em 1995, Bill promoveu o vice presidente executivo da Microsoft, Steve Ballmer, ao cargo de presidente, assumindo ele próprio a função de Chief Executive Officer, cargo que abandona em 2000, para se ocupar pessoalmente daquilo que mais gosta de fazer: o desenvolvimento de novos produtos.


CASAMENTO E ENVOLVIMENTO EM CAUSAS HUMANITÁRIAS

            Bill Gates conheceu a sua futura esposa, Melinda French, num encontro com a imprensa de Manhattan (Nova Iorque). Casaram-se no Hawai, a 1 de Janeiro de 1994. Têm dois filhos: Jennifer Catherine e Rory John Gates, nascidos, respectivamente, em 1996 e 1999. Bill Gates é o homem mais rico do mundo. A sua fortuna é 30 vezes superior à de Belmiro de Azevedo, considerado o mais rico de Portugal. Continua, no entanto, a trabalhar em novos projectos, muitas vezes mais de 14 horas por dia. Bill Gates e Melinda Gates têm gasto uma parte substancial da sua fortuna em causas humanitárias, acompanhando pessoalmente muitas das acções que subsidiam.


BILL GATES EM PORTUGAL

            Bill Gates, acompanhado de 600 convidados oriundos de diversos quadrantes políticos e empresariais, esteve em Lisboa, entre 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2006, a fim de participar na 3ª edição do Government Leaders Forum, iniciativa da Microsoft. Aproveitando a oportunidade da sua presença em Portugal, participou numa reunião com ministros, autarcas e dirigentes da Administração Pública onde se pronunciou sobre novas tecnologias e modernização administrativa. Marcou igualmente a sua presença no Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações, onde ministrou uma “aula” a 130 estudantes e professores. Durante a sua estadia em Portugal, Jorge Sampaio, que exercia, na altura, o cargo de Presidente da República, condecorou-o com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.


Para uma mais completa informação sobre a sua obra, consulte o site da Microsoft, clicando na figura a seguir inserida.




Obtenha informações complementares, consultando o Google
e mais 500 motores de busca


Indexar Sítio | Novidades | Sítios mais populares | Modificar Indexação
O Leme é uma marca registada portuguesa, sem fins lucrativos, que se dedica à criação e alojamento de portal para busca de sites
Produzido por Jorge de Freitas © 2000-2007 Todos os direitos reservados