Procurar:

 

Portal > Conteúdos > Biografias > Manuel Paiva Boléo


A pedido do editor do Leme, a Dra. Maria Luísa V. Paiva Boléo teve a gentileza de redigir a presente nota biográfica sobre seu pai, Manuel Paiva Boléo, consagrado filólogo, linguísta e professor catedrático da Universidade de Coimbra.


1904
26 Março

Nasce em Idanha-a-Nova (Castelo Branco), 6º filho de uma família de sete. Deram-lhe o nome do avô materno. Foi baptizado dez dias depois. Filho de Francisco Boléo, funcionário das Finanças e Maria do Rosário de Paiva.

1913

Fez a instrução primária em Pedrógão Grande para onde a família se mudou, provavelmente em 1911.

1914

Toda a família nuclear vai viver para Coimbra.

1922

Manuel de Paiva Boléo concluí os estudos secundários no Liceu José Falcão, com muito boas notas.

1922 - 1929

Frequenta a Universidade de Coimbra, onde concluí todas as cadeiras dos Cursos de Filologia Românica e Filologia Clássica.
A par das Letras frequentou e fez exames do curso de Direito, de que desiste no 3º ano, optando definitivamente pelas Letras.
Participa nas actividades do CADC (Centro Académico de Democracia Cristã).

1923
18 Maio

Publica, no "Correio de Coimbra" o seu primeiro artigo com o título: «Tuna e Orfeão Académico de Coimbra. A sua viagem a Espanha. Notas de um excursionista».

1927

Católico convicto, publica em "Estudos" o seu primeiro artigo de fundo sobre «A Igreja, a questão social e a democracia cristã». E ainda, como estudante, publica, na "Biblos", o seu primeiro trabalho científico: «Génese do conceito de "tempo passado" e sua expressão nas línguas românicas.

1929

Termina a licenciatura em Filologia Românica.

1929
Dezembro

Parte para Hamburgo como bolseiro da Junta de Educação Nacional.

1930 - 1931

É discípulo de Fritz Krüger.

1931 - 1935

Exerce as funções de leitor de língua e literatura portuguesas na Universidade de Hamburgo.
Começa um namoro epistolar com a futura mulher.

1935

Regressa da Alemanha e começa a preparar o Doutoramento. Tem contactos assíduos com José Leite de Vasconcelos e faz parte da Direcção do Centro de Estudos Filológicos.

1937
Outubro

Doutora-se brilhantemente com a dissertação «O Perfeito e o Pretérito em Português em confronto com as outras línguas românicas».
Por um breve período, dará aulas num colégio alemão.

1938
Fevereiro

É contratado como Professor Auxiliar pela Faculdade de Letras de Coimbra.

1938
8 Setembro

Casa com Maria Eugénia Anacoreta Viana de Paiva Boléo, na Igreja de São José, em Coimbra.

1938
13 Junho

Nasce o primeiro filho, Eugénio Manuel.

1938
Setembro

Inicia a direcção da revista "Biblos".

1940

Nasce o segundo filho, Maria Isabel.

1941

Nasce o terceiro filho, Francisco José.

1941

A família passa a viver na Rua Filipe Simões, 33, uma moradia com espaço para os filhos. [A referida casa foi recentemente adquirida pela Universidade de Coimbra].

1942

Nasce o quarto filho, Maria Luísa, ano em que é lançado o seu pioneiro Inquérito Linguístico (ILB), conhecido como Inquérito Linguístico Boléo.

1944

Nasce o quinto filho, Pedro António, que morrerá em Angola, na Guerra Colonial.

1945

Nasce o sexto filho, Maria Clara.

1946
Maio/junho

Em Maio e Junho de 1946, Manuel de Paiva Boléo faz primeira viagem oficial após ser docente da Universidade de Coimbra.

1946
Agosto

A convite da Universidade de Barcelona lecciona um curso intensivo de Filologia Portuguesa, integrado no curso de férias organizado por essa Universidade, em Ripoli (Itália).
Visita a Suíça, onde se encontra com Karl Jaberg e Jacob Jud.

1946
Dezembro

Nasce o sétimo filho, Maria da Conceição.

1947

Nasce, o mais tarde chamado em família «10º filho» que foi a Revista Portuguesa de Filologia.

1947
Verão

Início das férias grandes em São Martinho do Porto. Dois meses de férias que se repetiu por mais de quarenta anos.

1948

1ª viagem ao Brasil, país com o qual manteve sempre profundas amizades culturais.

1949

Foi nomeado Professor Catedrático.

1950
Setembro

Nasce o oitavo filho, Manuel Jorge.

1952

Passou a pertencer à Direcção do Instituto de Alta Cultura e profere conferências no «IV Congresso Internacional de Ciências Onomásticas» (Upsala) e no «VII Congresso Internacional de Linguistas» (Londres)

1952
Julho

Nasce o nono e último filho, João Paulo.

1953
Agosto/
Setembro

Importante viagem às nove ilhas dos Açores

1954
Setembro

Participação em São Paulo no «II Colóquio de Estudos Luso-Brasileiros», onde apresentou uma comunicação sobre as relações entre o Continente, os Açores e o Brasil.

1955

A convite do Coral da Faculdade de Letras acompanha, com a mulher este Coral, numa digressão pelos Países-Baixos.

1956

Viagem a Toulouse com a mulher (viagens de carácter científico)

1958

Viagem a Sá da Bandeira e outras cidades de Angola.

1959

Visita Portugal e a nossa casa, com a família, o filólogo brasileiro Dr. Serafim da Silva Neto a quem nos ligará uma profunda amizade, até à sua prematura morte.

1959
Outubro

Convidado pelo Linguaphone Institute (Reino Unido) para preparar, em colaboração com Prof. Jacinto do Prado Coelho e Prof. Sousa Rebelo, uma nova edição do «Curso de Português».

1960

É arguente do brilhante concurso para professor extraordinário do Dr. Lindley Cintra, numa época de perseguição política.

1961
Maio/Junho

Longo périplo de conferências pela Alemanha...

1962
Abri/Maio

Viagem a França e Bélgica. Em Estrasburgo apresenta no «X Congresso Internacional de Linguística e Filologia Românicas», a primeira versão de «Os valores temporais e modais do futuro imperfeito e do futuro perifrástico em português».

1963

O filho mais velho parte, como fuzileiro naval, para a Guerra Colonial, em Angola

1964

Licenciatura da filha mais velha em Românicas. Esta filha foi aluna do pai.

1965

Regresso do filho da Guerra e decisão de ir para frade.

1967

Morte do filho Jorge. Nesse dia Manuel de Paiva Boléo encontrava-se em Roma a participar no "Convegno Internazionale sul tema: “Gli atlanti linguisti : problemi e risultati".

1968

Viagem a Bucareste. «XII Congresso Internacional de Linguística e Filologia Românicas».

1969

Crise académica em Coimbra.

1969
Fevereiro

Mudança da Rua Filipe Simões 33 para a Av. D. Afonso Henriques, 19. Casa anteriormente habitada pelo Dr. Beau, professor da Universidade de Coimbra.

1971

Viagem ao Canadá «XIII Congresso Internacional de Linguística e Filologia Românicas».

1971

Encontro com o filho mais velho a fazer o noviciado para dominicano.

1971

Parte para a Guerra o 5º filho (que morrerá em Angola em 1973).

1972

Congresso em Florença no «Fonds International pour les Terminologies Romanes» (F.I.T.R.O.).

1972
Verão

Viagem a Moçambique e Angola.

1974

Profere a sua última lição, jubilando-se.

1974

A Biblioteca Geral da Universidade presta-lhe homenagem publicando nos "Acta", o vol. I dos "Estudos de linguística portuguesa e românica" sobre Dialectologia e história da língua".

1974
25 de Abril

Revolução dos Cravos.

1979

Recebe a visita da amiga alemã D. Sophie Weiland

1980

XVI Congresso Internacional de Linguística e Filologia Românicas, em Palma de Maiorca.

1980

Viagem a Trier (Alemanha) por ocasião do Colóquio de Estudos Galego- Portugueses e homenagem ao velho amigo e colega Dr. J. Piel.

1981

Cerimónia solene da entrega dos dois volumes da "Biblos" em sua homenagem.

1983

Estadia em Lisboa com a mulher por ocasião do Congresso da Língua Portuguesa no âmbito da "Décima Sétima"

1984

Festeja com toda a família os 80 anos, com missa celebrada pelo filho mais velho, padre dominicano.

1990

É condecorado pelo Governo Português com a Grã Cruz da Ordem Militar de Santiago da Espada.

1992

A Revista Portuguesa de Filologia tinha em preparação o XX volume.

1992

Dia de Todos os Santos - Morre aos 88 anos.



Obtenha informações complementares, consultando o Google e mais 500 motores de busca


Indexar Sítio | Novidades | Sítios mais populares | Modificar Indexação
___
O Leme é uma marca registada portuguesa que se dedica à criação e alojamento de portal para busca de sites
Produzido por JFMF © 2005 Todos os direitos reservados