Procurar:

 

Portal > Conteúdos > Biografias > Anne-Catherine de Ligneville d'Autricourt


      02 de 80

As mulheres, no mundo ocidental, vivem mais tempo que os homens, assim o afirmam as estatísticas. Numa sociedade que ainda não soube rentabilizar a sabedoria dos mais velhos, esta é uma boa ocasião para apresentar 80 mulheres com 80 anos ou mais, que deixaram a sua marca na história dos povos. Privilegiámos as portuguesas. Espante-se com a diversidade de actividades que tiveram ou têm, desde os Nobel da Medicina e da Paz, à fotografia, meteorologia, teatro, literatura, desporto, política, moda, música e tudo o mais.


DAME HELVÉTIUS
Anne-Catherine de Ligneville d'Autricourt
(1719-1800)


Pensadora francesa de família nobre da Lorena. Alegre, espirituosa e de grande beleza casou com o proprietário rural, filósofo e filantropo Claude A. Helvétius. Teve um salão literário em Paris, onde compareciam os famosos enciclopedistas Diderot, d'Alembert, Rousseau e também Voltaire, Turgot, Condorcet, B. Franklin (o futuro presidente dos EUA) que lhe deu o nome de "Nôtre Dame d'Auteuil", local da sua morada em Paris. Escreveu "De L' Esprit" que causou escândalo a ponto de o livro ser queimado na praça pública. Voltaire disse a propósito dessa queima: "A tempestade passa, os escritos permanecem". Pela sua casa passaram, mesmo depois de enviuvar, em 1771, Madame Roland, Thomas Jefferson (futuro presidente dos EUA), André Chénier, Napoleão Bonaparte (ainda não imperador) e outros ilustres da época. Tinha ideias muito avançadas em relação ao papel das mulheres na sociedade quando se avizinhava a Revolução Francesa de 1789.


Indexar Sítio | Novidades | Sítios mais populares | Modificar Indexação
___
O Leme é uma marca registada portuguesa que se dedica à criação e alojamento de portal para busca de sites
© Maria Luísa V. de Paiva Boléo (texto) e JFMF (formato). Todos os direitos reservados